+55 11 98439 7810|wilson@ioparlo.com.br

Transformando experiência em saber compartilhado

Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

Colunista da VERO e morador de Alphaville Wilson Medeiros lança livro “Diferencial – qual é o seu?”

Na publicação digital, que tem o selo da Editora E-galáxia, Wilson Medeiros ajuda o leitor a encontrar seu diferencial. Confira!

Nosso colunista de negócios Wilson Medeiros acaba de lançar o livro “Diferencial – Qual é o seu?”. “Quero levar o público a refletir sobre seus potenciais e talentos adormecidos. Trata-se de estabelecer uma conexão forte com sua essência, aquilo que o torna único”, diz Wilson, que foi executivo de grandes empresas e hoje atua como palestrante e consultor. O livro tem selo digital da Editora E-galáxia e está disponível em formato e-book na Amazon. Confira a entrevista!

Tanto empresas quanto pessoas buscam se diferenciar para inovar e ter sucesso. Quais são as maneiras de descobrir ou ativar esse diferencial?

Pense por alguns minutos e responda: o que você sempre fez com facilidade? Pense naquele talento que você sempre cultivou, ainda que em muitos momentos, ninguém ao seu redor sequer soubesse. Sou palestrante, atuo como consultor de vendas e negócios, mas há algo que nunca mudou em minha trajetória e em minha essência: sou um vendedor. Desde quando comecei, na adolescência, a vender galinhas de porta em porta, puxando uma charrete, até assumir a diretoria comercial de um dos maiores bancos do país, na avenida Paulista, durmo pensando em vendas, perco o sono no meio da noite pensando em vendas, acordo pensando em vendas… E você? Qual é aquela coisa, uma só, que nunca deixou de ser. Pense sobre isso e em como esse talento sempre esteve presente e ainda permeia sua vida.

Existe uma técnica ou estratégia que facilite a descoberta do diferencial?

Um excelente exercício é você revisitar a sua origem, os lugares onde morou, os amigos mais próximos etc. Essa é uma das chaves que ajudam a abrir as portas da percepção do seu diferencial. Você ganhará mais lucidez ao se recordar de diversas fases da vida, desde os tempos do colégio, o primeiro emprego, e quais habilidades e competências se fizeram presentes. Por exemplo, liste os três maiores sucessos ou resultados extraordinários que conseguiu na carreira. Cite três dos casos mais difíceis que enfrentou e solucionou. Quais são as características que mais contribuíram para o sucesso nessas situações? Ao dar um zoom nestas situações você identificará um cesta de competências e habilidades que foram relevantes para vencer. Mas notará que uma característica predominou, marcou. Não há dúvida que a esta característica é a que confirma o seu verdadeiro diferencial.

E como fazer esse diferencial ser notado?

Partindo do princípio de que você já conhece o seu diferencial, vou ilustrar com uma situação imaginária, porém, comum. Imagine-se  participando de um processo de recrutamento e seleção onde todos os candidatos apresentam as mesmas competências, os mesma habilidades, os mesmos resultados. A chance fica bem reduzida sem apresentar um diferencial. Portanto, para atingir o sucesso desejado não há outro caminho se não demonstrar  diferencial e que este seja percebido pelo seu interlocutor. E a estratégia passa obrigatoriamente por estudar antecipadamente a empresa, o entrevistador, a concorrência, referindo-me aos níveis dos candidatos e o que e como oferecem seus serviços, suas experiências. Uma boa dica adicional às análises é focar o seu diferencial na solução para resolver uma demanda específica de seu futuro contratante.

Há algum erro comum de auto-análise cometido pelas pessoas, segundo a sua experiência?

Sim, é muito comum as pessoas abraçarem “suas crenças, suas verdades internas” e, em geral, se identificarem com atividades que trazem maior conforto interno, ainda que se percebam donas de potencial  para outras funções ou áreas. Por isso é importante pedir feedbacks, incluindo não somente as conhecidas avaliações do âmbito profissional através das diversas ferramentas de assessment. É fundamental estender principalmente a escuta para  toda a cadeia que nos relacionamos no cotidiano, os mais próximos, como família, parentes, amigos e colegas. Ouvir nos dá diretrizes de como somos e devemos ser. A prática do autoconhecimento também é fundamental para ajudá-lo a reconhecer com maior autenticidade o seu diferencial.

Porque alguns profissionais se diferenciam, outros não?

Os que se diferenciam entendem que seguir o padrão não garante o sucesso. Guiam-se pela clareza do propósito e compreendem que, mesmo na presença de dificuldades, a persistência é uma virtude fundamental para fortalecer a vontade e atitude das pessoas na direção de superar suas metas, sendo que muitas passam pelo caminho da reinvenção. Darwin, em sua teoria da evolução, diz que “dentro de uma espécie, os indivíduos diferem um dos outros”. Existe, portanto, em espécie, a luta pela sobrevivência. E os que sobrevivem são os que conseguem se adaptar de alguma maneira. Essas adaptações podem ser traduzidas em diferenciais desenvolvidos por essas espécies, para “fugir da multidão”. Então, você me pergunta: “Por que precisamos ter um diferencial? Para sobreviver. E, como disse Steve Jobs, em 1997, no comercial gravado para a Apple: “para deixar uma marca no universo”.

Publicado por Revista Vero originalmente no link: http://www.vero.com.br/entrevista-com-morador-de-alphaville-que-lancou-um-livro-digital/